sábado, 26 de setembro de 2009

E QUE MULHER NÃO É MARIA?


Ouvindo “Maria Maria” de Milton Nascimento,me perguntando quem será essa tal, me veio à mente outra pergunta. E que mulher não é Maria?



As Marias se encontram todos os dias. Nos vagões do metro, nos taxis e nas escadarias dos prédios. Na padaria e na livraria, no trabalho e no cinema.
E diante do trabalho, da família e dos sonhos. E nas homenagens e nas delegacias elas se trombam e elas também tropeçam e se enfrentam nessa estranha mania de ter fé na vida.

Em tempos em que nunca se ouviu tanto em agressão contra a mulher, não que não houvesse antes, acontece que hoje, a impressão que fica é que quanto mais se luta contra, mais os casos aumentam.
Nunca ouvimos tanto em pedofilia, quanto mais se divulga um caso, outros dez surgem. São pequenas Marias de 7, 6, 5 anos aliciadas desde a tenra infância, descobrindo que ser mulher tem um preço suficientemente alto.

As Marias que ganham 30% menos no trabalho e que exercendo a mesma função, se sacrificam em nome do sustendo que agora, muitas vezes depende dela. As que largam a faculdade por esperar na barriga alguém que já a domina pelo amor, são elas as Helenas, Silvanas, Cristinas.

Disse Adélia Prado: “Mulher é desdobrável. Eu sou”.
Tendo na mente um turbilhão de coisas, amando uma multidão de pessoas e tentando desesperadamente esquecer mágoas e humilhações. Amando hoje, separando-se amanhã. Traindo hoje, beijando manhã. Sonhando hoje, caindo. Elas se divertem com o pouco, se alimentam do abraço e quando se deitam pensam se valeu a pena, pensam se não poderia ser melhor.

Ele passou no vestibular. Ela viajou pro exterior. Ele recebeu a promoção. Ele ontem, não dormiu com fome e ela penteou os cabelos.
Ela sabe que não está sozinha e ele também disse que amava.
Ele se casou no mês passado e ela estava lá. Ele mudou de emprego e ela está sonhando com um filho.
E pra onde essa gente toda iria se não fosse ela? A tal da Maria.
Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....
(Milton Nascimento)

3 comentários:

  1. Salve as Marias, as que choram e as que riem...Pq todas as Mraias são fortes...Eu tive exemplos de Marias na minha vida...
    mais grande textoo
    Beijo
    Cintia

    ResponderExcluir
  2. Curioso que eu também estava ouvindo essa música esses dias, mas era na versão cantada pela Elis.
    Sim, com orgulho digo que sou Maria!
    Um belo texto Ci,
    Beijo.

    ResponderExcluir