sexta-feira, 20 de novembro de 2009

AMARELAS


Eu estava parada, olhando para o teto. Ouvindo Coldplay e pensando, pensando em tudo.

“Look at the stars, look how they shine for you” (Olhe para as estrelas, vejam como elas brilham para você) dizia a canção.
E realmente, por mais piegas que pareça, elas sempre estarão lá. Há algumas luzes que nunca se apagam.

E tanta coisa eu já vivi de baixo desse mesmo céu, olhando a mesma lua e as estrelas tão amarelas.
A chuva que cai não precisa indicar a tristeza de um novembro chuvoso, ela pode estar dizendo agora que tudo precisa ser lavado e com a água levado para algum lugar tão longe, de perder de vista.

Que onde havia tanto choro pode nascer um sorriso, mesmo que tão amarelo como as estrelas, ainda que sem força e forma. Um sorriso ainda recém nascido.

E quando chegarmos a um ponto em que não suportamos continuar e nem entendemos o porquê disso, quando encararmos uma realidade que não nos permite vislumbrar mudança alguma, as amarelas possam iluminar um novo caminho, onde se possa começar outra vez.

Lembrar que elas brilham ainda, nos mostra que a luz ainda pode superar as trevas. Que ainda faz sentido o caminho com um novo modo de andar, um novo olhar.

E nós sobreviveremos. Não importando o quão doloroso tenha sido, esperançosos por brilharmos como estrelas no céu.


It's true, look how they shine for you!
(É verdade, veja como elas brilham para você)

5 comentários:

  1. A cada sorriso um motivo pra viver!
    Até a lua sorri...
    Um sorriso por dia!

    mais um belo Ci
    tava com saudades desses posts tbm
    Beijo
    Cintia Ferreira.

    ResponderExcluir
  2. Coldplay em si é uma banda perfeita.
    E, sua analogia a "yeallow " também foi perfeita!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Como vc mesmo disse, há algumas luzes que nunca se apagam. Realmente como as estrelas. Elas estão anos-luz de distância, e podem ter morrido há séculos, mas ainda emitem sua luz para nós. Na vida também assim: ás vezes o que a gente acha que morreu ainda brilha, e o que a gente acha que está vivo porque ainda brilha, há muito já morreu.
    Que sempre exista amor pra recomeçar!

    Bjão Ci.

    ResponderExcluir
  4. Ah, me esqueci, perfeita a música ;)

    ResponderExcluir
  5. Enquanto existir olhos assim, as estrelas vão sorrir e nós, sempre acharemos um motivo a mais, unzinho sequer!
    Lindo!

    ResponderExcluir